Notícias

Jardim Norte oferece todos os serviços necessários para você realizar a viagem que sempre sonhou!

Viajar é uma das experiências mais compensadoras que podemos nos presentear. Nada melhor do que visitar lugares diferentes, degustar pratos típicos e conhecer pessoas novas. Como este momento é mais do que especial, nada pode dar errado e tudo precisa ser muito bem organizado. E nada mais garantido do que contar com o trabalho de experts no assunto.

No Shopping Jardim Norte, você encontra tudo para que a sua viagem saia perfeita. E o melhor! Tudo em um só lugar, com o conforto do Shopping, para resolver tudo que é necessário para você embarcar para aquela cidade dos sonhos.

O especialista Luciano Furtini, gerente da agência CVC localizada no Jardim Norte, garante que planejar uma viagem não é um “bicho de sete cabeças”. Uma das dicas de Furtini para você economizar é evitar viajar em datas como feriados e férias, períodos de alta temporada.

Mas quanto tempo antes eu devo comprar minhas passagens? Segundo o especialista, antigamente, as pessoas buscavam comprar seu bilhete aéreo, principalmente internacional, de oito a nove meses, quando a pessoa começava a preparar sua viagem. “Hoje não. Muitas promoções surgem com 4, 3 meses antes da viagem. Mas o aconselhável mesmo é buscar uma agência com 5 ou 6 meses de antecedência para conseguir melhores tarifas.  Passagens mais baratas são as primeiras a acabar”, informa Luciano.

Seguro Viagem:

Algumas pessoas confundem o seguro viagem com uma espécie de plano de saúde temporário. Ele pode ser visto assim, mas a cobertura é mais ampla, podendo auxiliar em caso de atrasos de voos, extravio de bagagem, furto e em algumas situações, em casos judiciais. Tudo vai depender da cobertura escolhida na hora da contratação do pacote do seguro viagem.

Segundo Luciano, existem coberturas básicas que são necessárias para entrada na Europa. “Todos os países exigem seguros. Eu, particularmente, vendo e aconselho, também, seguro para viagens nacionais. Às vezes o Plano de Saúde não tem cobertura nacional. E um seguro, em média, para viagens nacionais de uma semana fica em torno R$ 28 reais, muito mais barato que uma consulta de emergência”, enfatiza o especialista.

Como conseguir um Visto?

Para quem está pensando em ir para os EUA deve ficar atento à necessidade de Visto. Segundo Ana Cláudia Bahia, sócia da Word Vistos, localizada no Jardim Norte, para se conseguir o visto Americano é necessário que a pessoa comprove seus rendimentos financeiros e seus vínculos com o Brasil para deixar mais claro possível que só vai visitar os EUA e depois retornar ao seu país de origem.

“Primeiro preenchemos o formulário em inglês DS160, fazemos o cadastro do cliente no Consulado Americano, efetuamos os pagamentos das taxas consulares, orientamos quanto a documentação de renda e vínculo (de acordo com o perfil do solicitante) e o preparamos para a entrevista, dando dicas essenciais. O agendamento da entrevista é feito no mesmo mês e, depois de concluída, o Consulado pede dez dias úteis para devolução do visto por Sedex. A taxa consular do visto Americano, hoje, é U$160 dólares e é paga no sistema online do Consulado”, explica Ana Cláudia.

Agora, se estiver pensando em ir para a Europa, brasileiros são isentos de visto de turismo para permanência de até 90 dias no continente. Somente a partir de 2021 começará a ser exigido o visto eletrônico Etias. A taxa consular para o visto Etias para turismo/negócios na Europa será de 7 euros, paga também no sistema online do Consulado.

Já para os países asiáticos, segundo Ana Cláudia, há necessidade de visto e cada um tem suas regras. “Porém, conseguimos dar procedimento através do nosso despachante, já que não é solicitada a entrevista nos Consulados”, informa.

Ana Cláudia finaliza afirmando que a World Vistos, com a experiência de 7 anos no ramo de assessoria para vistos e passaportes, minimiza as chances de visto negado, com a análise do perfil e com toda a assessoria necessária. “Além da experiência na área e alta taxa de aprovações, o atendimento é feito de acordo com as necessidades do cliente, atendemos na loja física, 100% online ou ainda no Delivery, onde vamos ao encontro da pessoa, para sua maior comodidade”, garante.

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia:

Antes de partir para a sua tão sonhada viagem, é importante tomar conhecimento sobre todos os países que exigem vacina contra febre amarela, ou outras vacinas, e o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Mas não se preocupe. No Shopping Jardim Norte você também resolve mais exigência para fazer uma viagem tranquila.

Na Clínica Saúde.com Vacinas, localizada no G1 área de serviços, loja 104, no Shopping Jardim Norte, você tem à disposição todas as vacinas recomendas pela Sociedade Brasileira de Imunização, incluindo as vacinas que o viajante necessita.

Segundo uma das sócias, Juliana Faria Franco, a única vacina que, em escala mundial, é obrigatória é a da Febre Amarela. “Mas dependendo para onde irá viajar é necessário fazer outras imunizações, como, por exemplo, hepatite A, febre tifoide e gripe, entre outras”, afirma Juliana que informa ainda:

“Deve-se tomar as vacinas em torno de, pelo menos, 10 a 15 dias antes da viagem para que dê tempo da vacina efetivar sua proteção”. A clínica funciona de segunda a sexta, entre 8h e 18h30, sábados, das 9h às 13h e, domingo, com agendamento.

 E que tipo de mala devo levar?

A loja Le Postiche do Jardim Norte tem várias dicas pra você. Segundo a gerente, Lidiane Lobo, as malas rígidas têm a vantagem de serem impermeáveis e feitas de um material mais resistente. Costumam aguentar mais o impacto e ter boas rodas.

Segundo a especialista, na loja é possível encontrar malas de viagem com quatro rodas que giram em 360º. Assim, se reduz o esforço de carregar a bagagem e “manobrá-la” para mudar de direção. Você sequer terá de inclinar a mala! O material das rodinhas também faz a diferença, porque alguns são mais resistentes que outros.

As malas de viagem, segundo Lidiane, normalmente têm os seguintes compartimentos: bolso com zíper na tampa; telas ou tecidos com elástico nas laterais, para comportar sapatos ou cosméticos; e cintos, para conter e organizar as peças.

Uma dica é procurar modelos de mala de viagem para avião com cadeado TSA embutido. Estes podem ser abertos com uma chave-mestra pela alfândega dos Estados Unidos, por exemplo. Assim, caso seja necessário averiguar a bagagem, os agentes não precisarão danificá-la.

Caso deseje trazer vinhos no meio das malas de roupas, prática muito utilizada com a justificativa de facilitar o processo, lembre-se de embalá-los de forma que não vazem, caso quebrem. E coloque-os bem acomodados sem encostarem umas nas outras, usando as roupas para amortecer impactos.

Já as bolsas de viagem do tipo sacola são mais práticas e servem para quem for levar pouca coisa. “Costumam ser flexíveis, não durinhas, e não são malas. São até grandes, mas lembre-se que não podem ser pesadas demais porque não tem rodas, são para levar na mão. Se for passar poucos dias fora, é o modelo mais indicado”, finaliza Lidiane.